Início Plantão Barra Protesto contra traçado do metrô reuniu 100 pessoas no Leblon

Protesto contra traçado do metrô reuniu 100 pessoas no Leblon

A manifestação do movimento “O Metrô Linha 4 que o Rio Precisa”, da Associação de Moradores do Leblon (Anima Leblon), mesmo com vasta divulgação pelas redes sociais, apenas reuniu cerca de 100 pessoas no domingo, dia 1º de abril, na Praia do Leblon.

 

O grupo distribuiu panfletos com reivindicações contra mudanças no traçado original da Linha 4 e o fechamento das estações General Osório e Cantagalo por um ano para as obras. ” Desde 1976, o Plano Diretor estabelece que o metrô iria até a Praça Antero de Quental. Gastou-se R$ 400 milhões na Estação General Osório. Agora, vão gastar mais R$ 400 milhões porque não querem manter o traçado original, insistindo em fazer uma extensão não prevista da Linha 1 — afirma o presidente da Anima Leblon, William Hossel.

 

Outra queixa dos moradores é que a ligação direta do Leblon a São Conrado, sem passar pela Gávea. Por meio de nota, o estado afirmou que a Estação Gávea será construída e que a paralisação das estações General Osório e Cantagalo por oito meses será necessária para as obras.

 

Fonte: Agência O Globo