Início Plantão Brasil Rede Cegonha no Rio Grande do Sul

Rede Cegonha no Rio Grande do Sul

O estado do Rio Grande do Sul lançou na sexta-feira (26) a Rede Cegonha. Essa estratégia tem o objetivo de garantir à gestante e ao bebê uma rede de cuidados que assegure atendimento seguro e humanizado. A cerimônia de lançamento aconteceu na Assembleia Legislativa gaúcha.
 
O secretário Nacional de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães, participou do lançamento na capital Porto Alegre e destacou a importância do desenvolvimento de ações integradas à saúde. /A construção de redes ancoradas e definidas é a forma mais efetiva de se alcançar resultados positivos/, disse Magalhães.
 
A rede abrange cuidados como o pré-natal de qualidade, a efetividade do direito ao acompanhante no momento do parto, a execução das boas práticas relacionadas ao parto e nascimento por parte dos profissionais de saúde, o transporte seguro e as novas instalações para as gestantes – Centro de Parto Normal e Casa da Gestante e do Bebê, parto humanizado, planejamento familiar, entre outros. Esse modelo de atenção integral ao parto, nascimento e à saúde da criança conta com mais de R$ 9 bilhões de investimento do governo federal.
 
Um dos objetivos da Rede Cegonha é reduzir os índices de mortalidades materna e infantil. Para o secretário, isso também requer a qualificação da notificação das mortes maternas, com o objetivo de acompanhar as principais causas de óbito e realizar ações de prevenção.
 
Rede Cegonha no RS – A Rede Cegonha no Rio Grande do Sul faz parte da Política de Redes de Atenção Integral à Saúde, que, no Estado, é chamada de /Redes Chimarrão/. Essa rede inclui a Rede de Urgência e Emergência, Rede de Atenção à Dependentes em Álcool e Drogas e futuramente será inserida a Rede de Atenção a Doenças Não transmissíveis, como diabetes e hipertensão.
 
Já estão sendo desenvolvidas capacitações e debates pela Secretaria Estadual de Saúde do RS, para formular um desenho da Rede Cegonha regional. Além do Rio Grande do Sul, já aderiram ao plano os estados do Pernambuco, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.
 
Hospitais –  Durante agenda no Estado, o secretário Helvécio Magalhães também visitou o hospital da Ulbra, localizado em Canoas (RS). Ali foi discutida a proposta de ampliar a unidade, na lógica das rede prioritárias de saúde, que inclui as redes de Urgência e Emergência, Cegonha, Saúde Mental e Câncer. Ainda, esteve no Hospital Cristo Redentor, onde inaugurou 17 leitos no setor de recuperação. 

Fonte: Assessoria