Início Plantão Rio Rio de Janeiro baterá recorde de investimentos até 2014

Rio de Janeiro baterá recorde de investimentos até 2014

 

Nos próximos dois anos, o Estado do Rio receberá um volume recorde de investimentos públicos e privados: R$ 211,5 bilhões. De acordo com o estudo Decisão Rio, divulgado ontem pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), o crescimento na carteira de negócios é 67,5% maior do que o previsto para o triênio 2010-2012, quando foram anunciados investimentos de R$ 126,3 bilhões.

Um dos principais destaques da pesquisa anual – que divulga as oportunidades de negócio no Rio para empresários nacionais e internacionais – é a descentralização dos empreendimentos. Apesar da capital fluminense ser responsável pelo maior volume de investimentos, com R$ 34,4 bilhões, municípios como o Norte (R$ 26 bilhões) e a Baixada Fluminense (R$ 13,5 bilhões) também estão atraindo importantes negócios.

– O interior vem se destacando. E com estes recursos não vem só a geração de empregos, mas a instalação da cadeia de fornecedores, que propicia maior qualificação profissional e aumenta a renda destas regiões – afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno.

Entre 2012 e 2014, o Rio contará com 234 novas empresas. Os principais empreendimentos serão realizados na área de infraestrutura (R$ 51 bilhões) e na indústria de transformação (R$ 40,5 bilhões), com destaque para os negócios estrangeiros, que triplicaram e atualmente somam R$ 17,8 bilhões.

Segundo o Decisão Rio, o setor industrial concentra R$ 40,5 bilhões em investimentos. Deste total, R$ 15,4 bilhões serão aplicados na construção naval, com a instalação de estaleiros e construção de embarcações, e R$ 10,1 bilhões na siderurgia, com a implantação de siderúrgicas como a Ternium, em São João da Barra.

No setor petroquímico, serão investidos R$ 6,1 bilhões, com destaque para o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), em Itaboraí. A chegada de fábricas de automóveis, entre elas a Renault-Nissan, em Resende, e a ampliação da PSA Peugeot Citroën, em Porto Real, movimentará R$ 6,1 bilhões da área automotiva.

– O nosso estudo apresenta um volume recorde de investimentos que vão muito além do setor de petróleo e gás, com destaque para os investimentos na indústria de transformação e em infraestrutura, além do interesse cada vez maior da empresas estrangeiras em investir no Rio – disse o presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira.

Transporte e Logística

Além das instalações Olímpicas, que contam com recursos de R$ 8,6 bilhões, o estudo da Firjan também ressalta o volume de investimentos em transporte e logística, que inclui obras em portos, rodovias e ferrovias. Estão previstos R$ 21,3 bilhões para a área, que representou um aumento de 80,3% em relação ao triênio anterior (2011-2013).

 

Fonte: Governo do Rio