Início Plantão Rio Rio de Janeiro: Capital Brasileira do Turismo de Negócios

Rio de Janeiro: Capital Brasileira do Turismo de Negócios

 

Em 2011, o Rio de Janeiro ficou em 1º lugar no ranking brasileiro de cidades que mais sediaram congressos e convenções estrangeiras. Dos 304 eventos realizados no Brasil, 69 aconteceram na Cidade Maravilhosa. A informação, divulgada pela International Congress and Convention Association (ICCA), principal associação do setor, coloca a capital fluminense no posto de referência internacional no turismo de negócios.

 

O Rio também conquistou a 27ª posição no ranking mundial, ficando à frente de cidades como Zurique, na Suíça; Melbourne, na Austrália; e Oslo, na Noruega. A Cidade Maravilhosa, que voltará a ser capital ecológica do mundo em junho, durante a Rio + 20, ajudou o Brasil a saltar de 9° para 7° colocado na lista de países que mais receberam congressos e convenções no ano passado.

 

– A tendência deste ano é aumentar ainda mais o número de eventos estrangeiros. Estamos sempre buscando mostrar o potencial do Estado do Rio para sediar feiras, convenções e congressos para países como Alemanha, Portugal e Estados Unidos – afirmou o secretário de Turismo, Ronald Ázaro.

 

Eventos geram mais de R$ 160 milhões

O Rio Convention & Visitors Bureau apoiou a captação de sete dos 69 eventos internacionais que aconteceram em 2011. Segundo o superintendente do Rio Convention, Paulo Senise, apenas essas convenções e feiras movimentaram US$ 87 milhões e atraíram mais de 72 mil visitantes para a cidade.

 

– Os investimentos realizados atualmente na cidade e a visibilidade internacional em função das Olimpíadas de 2016 e da Copa de 2014 estão atraindo um número maior de eventos de diferentes portes para a cidade – disse Senise.

 

Ao todo, de acordo com o Rio Bureau, a cidade recebeu 136 eventos – entre feiras, congressos e seminários nacionais
e internacionais – em 2011. A programação gerou mais de US$ 160 milhões de renda para o Rio e trouxe mais 165 mil visitantes.

 

O turismo de eventos e negócios ainda rendeu à capital fluminense um crescimento de 16% na chegada de turistas europeus, apesar da crise econômica que atinge os países da Europa, segundo dados da Embratur.

 

Fonte: Governo do Rio