Início Plantão Rio Rio de Janeiro ganha dois novos Espaços de Desenvolvimento Infantil

Rio de Janeiro ganha dois novos Espaços de Desenvolvimento Infantil

 

Mais 350 novas vagas em creches e pré-escola da cidade foram criadas nesta terça-feira, dia 26, com a inauguração de dois novos Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDI). Os moradores do Complexo da Maré receberam o EDI Moacyr de Góes, erguido na comunidade Nova Holanda. Na Ilha do Governador, foi aberto o EDI José de Souza Ramos, construído na comunidade Guarabu pela Secretaria Municipal de Habitação, como parte do Programa Morar Carioca. Além da unidade inaugurada hoje, a Maré já recebeu outros dois EDIs desde 2009. Para a Ilha do Governador está prevista a inauguração de mais um espaço até o fim deste ano. 

As duas unidades entregues hoje ampliam para 350 vagas o atendimento em creche e pré-escola. Em seu discurso, o prefeito do Rio destacou a necessidade de se investir na primeira infância:  – É com grande alegria que a prefeitura entrega os dois Espaços de Desenvolvimento Infantil, uma vez que acompanha a fase mais importante de uma pessoa. Se uma criança é bem orientada e recebe uma educação de qualidade, certamente terá um ótimo rendimento em sua vida escolar e será um adulto muito melhor – disse Paes. 

 

Ao seu lado, a secretária municipal de Educação, Claudia Costin, afirmou que o novo modelo de atendimento à primeira infância é “transformador”:

 

– É um projeto que transforma vidas, tanto das crianças quanto de suas famílias. Enquanto os pais ou responsáveis estão trabalhando, seus filhos estão sendo muito bem atendidos nos EDIs – disse a secretária, completando que a prefeitura está ampliando a oferta de vagas em creche na cidade e espera, até o fim deste ano, criar mais 30 mil vagas em creche na cidade. 

O EDI Moacyr de Góes, construído pela Secretaria Municipal de Obras, por meio da RioUrbe, com investimento de R$ 3,9 milhões, oferecerá 200 vagas, com 175 vagas para a creche e mais 25 para a pré-escola. Já o EDI José de Souza Ramos, construído pela Secretaria Municipal de Habitação, com investimento de R$ 3,4 milhões, terá capacidade para atender até 150 crianças, com 100 vagas em creche e mais 50 vagas para a Pré-escola. 

 

A cerimônia de inauguração dos EDIs reuniu também o secretário municipal de Habitação, Jorge Bittar, e os subprefeitos da Zona Norte, André Santos, e da Ilha do Governador, Victor Accioly, além de familiares dos homenageados que deram seus nomes às unidades.

 

O secretário de Habitação destacou os investimentos da prefeitura no Programa Morar Carioca na Comunidade Guarabu: – O Programa Morar Carioca já beneficiou mais de 70.000 famílias e está causando uma verdadeira revolução na cidade. Estamos investindo cerca de R$ 40 milhões no Guarabu, em obras de infraestrutura, pavimentação, iluminação e acessibilidade, além desta escola com alto padrão de qualidade que inauguramos hoje – disse Bittar.

 

As duas unidades, que vão atender crianças de seis meses a cinco anos e 11 meses, são equipadas com salas de atividades, berçários, lactário, fraldário, sala de primeiros atendimentos, biblioteca, além de áreas administrativas.

 

Para comemorar as inaugurações, alunos de escolas municipais das duas comunidades exibiram números de canto e dança. Na Ilha, os convidados caíram no samba com apresentação do intérprete da escola de samba União da Ilha, Ito Melodia.

 

 

ESPAÇO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL: 

Com o novo modelo de atendimento à primeira infância, as crianças são estimuladas a desenvolver a aprendizagem através da convivência com livros e materiais apropriados, além de contarem com educadores mais preparados. Além disso, para garantir um atendimento de qualidade, cada sala de atividades nas creches conta com o professor de Educação Infantil. Para isso, a Prefeitura do Rio criou o cargo de Professor de Educação Infantil e está convocando mais 3.017 profissionais. 

 

As unidades também contam com uma Sala de Primeiros Atendimentos, onde um agente de saúde verifica a carteira de vacinação e fornece orientações de higiene às crianças e também aos responsáveis, entre outras atribuições.

 

Fonte: Prefeitura do Rio