Início Plantão Brasil Rio de Janeiro sedia lançamento da campanha Brasil Saudável e Sustentável

Rio de Janeiro sedia lançamento da campanha Brasil Saudável e Sustentável

Fotos: Paula Johas

 

 

Na manhã de terça, dia 15 de março, a cidade do Rio de janeiro foi palco do lançamento da campanha Brasil Saudável e Sustentável. Coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em parceria com a Prefeitura do Rio e organizações da sociedade civil, a campanha tem como objetivo promover a alimentação saudável e alertar para os riscos da má alimentação entre os brasileiros.

 

 

O calendário da campanha passa pelos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e se estende até maio de 2017, com a realização de ações que estimulem as pessoas a refletir sobre os hábitos de consumo e a optar por escolhas alimentares cada vez mais saudáveis, demonstrando as vantagens do consumo de produtos locais, frescos, vindos da agricultura familiar e da produção orgânica ou agroecológica.

 

 

A nutricionista e apresentadora Bela Gil participou do evento e falou sobre a importância da união entre o governo e a sociedade civil para promover uma alimentação mais saudável para a população: 

 

 

— Já faz um tempo que acredito nesse trabalho em conjunto. Essa articulação é fundamental para que todos tenham a mesma linguagem, servindo de incentivo a uma mudança visível e prática do comportamento alimentar. Não é fácil mudar os hábitos alimentares de uma pessoa, mas qualquer pequena mudança já será muito importante.

 

 

A campanha vai promover o acesso à informação para sensibilizar o consumidor, o mercado privado e o agricultor; disseminar informações para a população a respeito dos benefícios da alimentação saudável; e apoiar a divulgação de práticas alimentares saudáveis nas redes públicas de saúde, educação e assistência social.
 

Durante os Jogos serão instaladas em pontos estratégicos da cidade as Praças Brasil Saudável e Sustentável. Em cada praça, cerca de 10 empreendimentos da agricultura familiar de várias partes do país farão a venda direta de seus produtos ao consumidor. Os espaços contarão também com uma área de convivência, onde os visitantes poderão participar de atividades promocionais envolvendo nutricionistas, chefes de cozinha e grupos culturais.

 

Para a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, a ideia da campanha é alertar e estimular práticas alimentares mais saudáveis:

 

 

– Parece ousado iniciarmos uma campanha para que o Brasil que saiu do mapa da fome não entre no da obesidade. Mas nada como esse momento envolvendo esportes, essa grande confraternização mundial que são os jogos olímpicos, para falarmos também de saúde e de alimentação saudável. O Brasil, como grande produtor de alimentos saudáveis e sustentáveis, não pode ver sua população entrar no mapa da obesidade.

 

 

No Rio, entre maio de 2016 e maio de 2017, as secretarias municipais de Educação e Saúde vão trabalhar o tema da alimentação saudável de forma lúdica e prática nas escolas da rede municipal de ensino. Serão distribuídos kits de apoio pedagógico voltados ao tema, composto de cinco vídeos e uma cartilha, elaborada pelo Programa Saúde na Escola.

 

  

 

 

A secretária municipal de Educação, Helena Bomeny, explicou como são elaboradas as refeições nas escolas da rede:

 

 – Temos mais de 660 mil alunos e um cuidado enorme pela qualidade da alimentação nas nossas escolas. Todas as refeições são elaboradas pelo Instituto Annes Dias, responsável em fazer uma alimentação balanceada com tudo o que os alunos nas diferentes fases da vida precisam. Outra ação importante que fazemos é o chamamento dos pais nas escolas para almoçarem com seus filhos e verem o que eles estão comendo.  

 

 

 

A campanha também se junta ao Circuito Carioca de Feiras Orgânicas, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Solidário, de setembro de 2016 a abril de 2017, para ajudar a transformar estes espaços em referências na promoção do consumo de alimentos saudáveis. No calendário está a realização de oficinas envolvendo o público consumidor, produtores e chefs de cozinha, e uma nova identidade para as feiras, que passará a incorporar a mensagem do Brasil Saudável e Sustentável.

 

 

 

– O Circuito Carioca de Feiras Orgânicas é um caso único no Brasil. Essa iniciativa foi abraçada pelo público e o crescimento das feiras foi muito rápido. A campanha Brasil Saudável e Sustentável é super importante, ela não fala só do saudável, mas também do sustentáve,l já que nada disso é possível se não tiver essa outra ponta, que são os produtores trabalhando – disse a chef Tereza Corção, presidente do Instituto Maniva.

 

 

O MDS aproveitou a ocasião para lançar osite oficial da campanha e o aplicativo móvel de localização de Férias Orgânicas em todo país. Por meio dele, será possível acessar o Mapa das Feiras Orgânicas, gratuitamente, pelo celular.

 

 

 

Alerta

 

De acordo com a Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2014), do Ministério da Saúde, o Rio de Janeiro está entre as dez capitais com maior índice de adultos com excesso de peso (54%). Apenas 22% das mulheres maiores de 18 anos consome quantidade mínima diária de frutas e hortaliças.

 

Outra pesquisa, realizada pelo IBGE com o apoio do Ministério da Saúde (2008/2009), mostra que a situação das crianças também é preocupante. De acordo com o levantamento, mais de um terço das crianças no Brasil, com idade entre 5 e 9 anos, está com excesso de peso e 14,2% estão obesas.