Início Plantão Rio Rocinha recebe Escolinha de Artes Marciais do lutador Anderson Silva

Rocinha recebe Escolinha de Artes Marciais do lutador Anderson Silva

Escola-Anderson-SilvaCerca de 200 crianças e jovens da Rocinha, em São Conrado, receberam o maior lutador brasileiro de MMA (Mixed Martial Arts) e ex-campeão do UFC, Anderson Silva, que inaugurou, neste domingo (10/11), sua primeira escolinha de artes marciais na maior comunidade da América Latina.

Com o objetivo de ocupar as crianças com a prática saudável do esporte, ensinando a filosofia das artes marciais praticadas pelo atleta, os alunos de sete a 17 anos tiveram a primeira aula experimental no espaço, que leva o nome do lutador. O O vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, e o jogador de futebol Léo Moura participaram do evento.

O projeto de Anderson Silva inclui aulas de muay thai (boxe tailandês), ataque e defesa e também noções de disciplina física e mental. Durante o evento, os alunos do projeto receberam um kit com camiseta, bermuda e luvas de boxe que serão usadas nas aulas. que acontecerão de terça a sexta de manhã, à tarde e à noite, no Complexo Esportivo da Rocinha.

Com o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer, pela Lei Pelé – que prevê o incentivo ao esporte para estudantes, menores carentes e atletas de alto rendimento –, a escolinha contará com professores da equipe de Anderson Silva e também da comunidade e atenderá, em sua primeira etapa, cerca de 200 alunos da Rocinha e de outras comunidades próximas.

O lutador Anderson Silva, que acumula em sua carreira 33 vitórias e cinco derrotas, e recentemente recebeu o título de Embaixador do Taekwondo no Brasil, pela Confederação Brasileira de Taekwondo, disse que a escolinha é um projeto que irá agregar as aulas que já acontecem no complexo desde 2010.

“Tive esta mesma oportunidade na infância e agora quero passar meus ensinamentos marciais de maneira correta para essa garotada. Quero tirar grandes campeões dessa escolinha na Rocinha”, disse o lutador.

Anderson enfatizou ainda a importância do esporte para crianças e jovens de comunidades carentes.

“Este projeto social é uma forma de trazer o esporte para vida dessa criançada. O mais importante para mim é conduzir essas crianças para o lado do bem. São elas que vão poder representar bem o nosso país”, disse Anderson.

O aluno Yuri Rodrigues, de 8 anos, que faz parte da turma do professor Diego da Silva Barbosa, o Buchecha, que há quatro anos mantém dentro da comunidade o projeto Lutando para Crescer, disse que se inscreveu sozinho para fazer parte da escolinha de Anderson Silva.

“Eu gosto muito de lutar Muay Thai, por isso quis fazer parte da equipe. Estou na escola e não falto para poder continuar fazendo as aulas”, disse Yuri, que estava acompanhado do pai, Claudio Dias, que faz questão de incentivar o filho a praticar esportes.

Segundo os professores Buchecha e Maurício Casaes, o Max, que também ministra aulas na Rocinha, a participação dos pais é fundamental para o envolvimento das crianças no esporte, além da frequência assídua na escola.

“O projeto abraça a criança como se fosse sua segunda família, mas para isso os pais precisam estar presentes”, disse Max.

Para o administrador do Complexo Esportivo da Rocinha, Luiz Gustavo, a iniciativa complementa o projeto da secretaria, que já existe desde 2010.

“A escolinha do Anderson Silva vai agregar ao projeto que já funciona e mantém cerca de 150 alunos. Iremos manter os professores e incluir novos da equipe do lutador. Mais crianças e jovens poderão fazer parte dessa equipe”,  explicou Luiz.

 

Governo do Rio