Início Destaque Saúde realizará novas ações volantes de imunização no RJ

Saúde realizará novas ações volantes de imunização no RJ

As imunizações fazem parte da estratégia do Estado de levar vacinas a locais de grande concentrações de pessoas

Os próximos postos volantes da Secretaria de Saúde que irão promover vacinação contra a gripe e a febre amarela serão instalados em Nova Iguaçu e na Barra da Tijuca.

Em Nova Iguaçu, a equipe de profissionais da pasta estadual estará atendendo à população, nesta segunda-feira (27/5), na Galeria das Marcas, no centro do município, das 14h às 17h. Já amanhã (28/05), será a vez do Barra Shopping receber a ação volante, das 14h às 17h. Nos dias 29 e 30 de maio, a vacinação acontecerá no BRT Alvorada. Para receber as doses, basta comparecer ao local e apresentar um documento de identificação.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe começou no dia 10 de abril e tem previsão de encerramento na próxima sexta-feira (31/5). Até o momento, foram vacinadas 1,8 milhão de pessoas contra a gripe nos 92 municípios, o que representa cerca de 40% do público-alvo. Com relação à febre amarela, foram cerca de 12 milhões de imunizados, com cobertura de 80%.

Segundo a superintendência de Vigilância Epidemiológica da secretaria, em 2018 foram notificados 233 casos de influenza, com 30 óbitos. Em 2019, são notificados 38 casos, com 6 óbitos.

– A influenza provoca hospitalização e mortes por infecção. A vacinação reforça o sistema imunológico da pessoa, constituindo-se num importante instrumento de prevenção contra a doença – explicou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe.

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes e adolescentes devem tomar a vacina. A vacina também está disponível a jovens de 12 a 21 anos de idade sob medida socioeducativa e população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições especiais, independente da idade. A vacina também está sendo ofertada aos professores das escolas públicas e privadas. Recentemente, o Ministério da Saúde incluiu policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas na imunização. A vacina é segura, mas é contraindicada para pessoas com alergia severa ao ovo.