Início Plantão Brasil Sebrae e L’Oréal capacitam pequenos salões de beleza

Sebrae e L’Oréal capacitam pequenos salões de beleza

A Matrix Brasil, marca profissional de cosméticos do Grupo L’Oréal, quer se aproximar dos quase 150 mil salões de beleza do país que atendem às classes C, D e E – estabelecimentos que representam 89% do setor. A multinacional vai capacitar os empresários do setor de beleza para maior competitividade dos seus negócios e fidelização da clientela. O Sebrae é parceiro da iniciativa, que visa à melhoria dos serviços prestados, a mais oportunidades no mercado e ao desenvolvimento dos empreendedores desse segmento. 

 

 

Segundo o diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, a atuação da instituição no projeto tem foco na difusão de conhecimentos sobre gestão. “Para que haja crescimento efetivo do setor, além de oferecer bons serviços, os empresários precisam gerenciar bem o próprio negócio. Aí entra a participação do Sebrae”, destaca. De acordo com o diretor, soluções desenvolvidas pela instituição adequam-se ao público-alvo do projeto devido ao grande número de empreendedores individuais (EI) e profissionais ainda não formalizados no ramo da beleza.

 

Serão recrutadas pessoas com perfil empreendedor para atuarem na própria comunidade como educadores, distribuidores de produtos da marca ou donos de salão de beleza. Elas serão qualificadas em Centros de Capacitação durante três meses e, depois de formadas, ajudarão a disseminar os conhecimentos adquiridos.

 

De acordo com Koukin Villegas, diretor da marca Matrix Brasil, 50 Centros de Capacitação serão instalados ainda em 2012, todos no estado do Rio de Janeiro. “Cada centro é capaz de capacitar 360 pessoas por ano. Em 2013, teremos mais 150 unidades distribuídas entre São Paulo e o Nordeste do Brasil. Nossa expectativa é que, até 2015, tenhamos 800 unidades em funcionamento por todo o país”, estima.

 

As inscrições para os cursos de formação estão abertas até 31 de maio e podem ser feitas por meio do site www.matrixbrasil.com. As aulas serão ministradas simultaneamente em 10 municípios fluminenses, de julho a setembro. Um processo seletivo vai identificar os participantes que apresentarem aptidão para empreender e multiplicar conhecimentos. O projeto também deverá firmar convênios com instituições financeiras para facilitar o acesso ao crédito pelos empreendedores do setor.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa