Início Plantão Rio Tiro e arrombamento prejudicam a operação da SuperVia

Tiro e arrombamento prejudicam a operação da SuperVia

unnamed (3)

 

unnamed (4)

 

Durante a execução dos reparos na rede aérea próximo à estação Tancredo Neves (ramal Santa Cruz), técnicos da SuperVia identificaram que um disparo de arma de fogo atingiu e arrebentou parte da rede aérea naquela localidade, interrompendo a viagem de um trem que seguia de Santa Cruz para a Central do Brasil. Os passageiros precisaram desembarcar na via, com o auxílio dos agentes, e se dirigir à plataforma de onde continuaram a viagem em outras composições.

 

O problema também causa transtornos para centenas de clientes que têm precisado se deslocar pelo ramal Santa Cruz, já que a circulação ocorre por uma das linhas no trecho entre as estações Santa Cruz e Paciência, gerando irregularidade nos intervalos do ramal. Os passageiros estão sendo avisados da situação por meio do sistema de áudio dos trens e das estações e pelos canais de comunicação da empresa. A SuperVia trabalha para normalizar a situação o mais rápido possível.

 

Os passageiros do ramal Deodoro também foram afetados por outro ato contra o sistema. Técnicos da SuperVia identificaram o arrombamento da cabine do maquinista de um trem que estava em um desvio próximo à estação Intermodal Maracanã. Os danos nos equipamentos fizeram com que a composição se deslocasse e descarrilasse próximo a uma das linhas do ramal Deodoro.

 

Devido a essa ocorrência, as composições do ramal Deodoro precisaram aguardar por ordem de circulação para trafegar no trecho entre as estações São Cristóvão e São Francisco Xavier, o que gerou irregularidade no intervalo do ramal, quando os técnicos da concessionária concluíram os reparos para liberação da linha.

 

A todo momento passageiros foram avisados sobre a situação por meio do sistema de áudio dos trens e das estações e pelos canais digitais de comunicação da empresa.