Início Plantão Rio Três adolescentes baleados em estado grave

Três adolescentes baleados em estado grave

Três adolescentes atingidos no massacre ocorrido na quinta-feira (7/4) na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, permanecem internados em estado grave, segundo boletim médico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro. Os meninos estão internados em hospitais do Rio e em cidades da região metropolitana.
 
Dois desses adolescentes foram atendidos no Hospital Estadual Albert Schweitzer que também fica em Realengo. Um menino de 14 anos que foi baleado no abdômen e na mão permanece sedado, respira com auxílio de aparelhos e está sob cuidados intensivos. A outra paciente é uma menina de 13 anos atingida no abdômen e na coluna. Depois de operada no Albert Schweitzer, ela foi transferida para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense) onde permanece sedada em acompanhamento rigoroso, respirando com ajuda de aparelhos.
 
Nesse hospital, há ainda o adolescente de 13 anos que foi baleado no olho direito e já foi operado. O paciente está sedado em estágio pós-operatório e também precisa de aparelho para respirar.
Além desses adolescentes em estado grave, há sete em condições mais brandas. Um menino de 14 anos que sofreu uma lesão vascular grave no ombro direito foi operado, passa bem e está lúcido e internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) Pediátrico do Hospital Estadual Alberto Torres (em São Gonçalo).
 
Já o menino de 13 anos que sofreu uma fratura de antebraço permanece em observação, sem previsão de alta, no Hospital Estadual Albert Schweitzer. O mesmo hospital operou um menino de 12 anos baleado no abdômen. O garoto está no CTI Pediátrico onde é acompanhado pela equipe de cirurgia geral, ortopedia e pediatria.
 
No Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), no centro do Rio, dois adolescentes de 13 anos, um menino e uma menina, passam bem após a cirurgia na enfermaria da pediatria. A adolescente foi baleada nas mãos e o menino, no braço.
 
No Hospital Universitário Pedro Ernesto (Vila Isabel), um menino de 13 anos, baleado na perna e no braço, se recupera com quadro estável, e está consciente e lúcido. Também passa bem o menino de 14 anos atingido na cabeça, mão e clavícula. Ele foi operado na quinta-feira e permanece internado no CTI Pediátrico.
 
Ontem, dois adolescentes feridos receberam alta do Hospital Estadual Albert Schweitzer. Segundo a Secretaria de Saúde, o menino de 14 anos que teve uma lesão na perna, e a menina de 13 anos baleada no abdômen já foram liberados. Doze adolescentes foram mortos na chacina, dez meninas e dois meninos.

Fonte: Agência Brasil