Início Plantão Brasil Universidades do Rio firmam convênio com o estado para recuperar a Baía...

Universidades do Rio firmam convênio com o estado para recuperar a Baía de Guanabara

Baia-de-Guanabara

Sete universidades e três centros de pesquisa vão auxiliar o Governo do Rio no planejamento de ações de recuperação da Baía de Guanabara. O acordo de cooperação técnica – que inclui condições tecnológicas, científicas e operacionais foi assinado pelo governador Luiz Fernando Pezão e representantes das instituições, na segunda-feira, dia 3, no Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio.

 

– É uma honra contar com esse observatório composto por pesquisadores de várias das nossas universidades e instituições altamente qualificadas. Essa parceria começou a ser fortalecida em maio e vai auxiliar o estado, acima de tudo, no planejamento de ações e na recuperação da Baía – afirma Pezão.

 

 

 

Também serão convidados a participar do trabalho professores estrangeiros com experiência na recuperação das baías de Chesapeake (EUA), Brest (França), e Sidney (Austrália).

 

– Essa parceria prevê a realização de diagnósticos sobre as atuais condições ambientais e socioeconômicas da bacia hidrográfica e zona costeira adjacente à Baía de Guanabara. A partir daí, serão oficializados instrumentos para monitorar as ações – detalha o diretor- executivo da Câmara Metropolitana de Integração Governamental, Vicente Loureiro.

 

 

 

A participação do Governo do Rio se dará por meio das secretarias de Estado de Ciência e Tecnologia, do Ambiente e da Câmara Metropolitana de Integração Governamental.

 

 

São signatários do acordo:

– Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj);
– Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf);
– Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ);
– Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ);
– Universidade Federal do Rio de Janeiro (Uni-Rio);
– Universidade Federal Fluminense (UFF);
– Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ);
– Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz);
– Fundação Getúlio Vargas (FGV);
– e Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (da Marinha).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here