Início Plantão Rio Vasco da Gama adere à campanha de acessibilidade

Vasco da Gama adere à campanha de acessibilidade

O Clube de Futebol e Regatas Vasco da Gama aderiu ontem (8) à campanha “Acessibilidade: Siga essa Idéia”, da Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) da Presidência da República. O ato foi realizado antes do jogo com o Campinense, da Paraíba, no estádio São Januário, e também foram homenageados atletas do Vasco de 1974. Adultos e crianças com deficiência abriram uma gigantesca bandeira no campo com o símbolo da campanha.
O Vasco é o segundo clube de futebol carioca a aderir à campanha – o primeiro foi o Botafogo – e o 13º no país. Segundo a presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência (Conade), Denise Granja,  a adesão do Vasco “é mais uma parceria que a gente está tendo na divulgação dos direitos da pessoa com deficiência de ter oportunidades  iguais a todas as outras pessoas. Entrar em um estádio de futebol, ser um torcedor como todos os outros”.  Para ela, a participação do Vasco funcionará como um elemento multiplicador, atraindo outros clubes fluminenses para a campanha.
 
O deficiente visual Márcio Aguiar, conselheiro do Conade, avaliou que a adesão do Vasco  é um pontapé inicial para adequar todas as instalações do estádio às necessidades das pessoas portadoras de deficiências. 
 
“É um compromisso com a questão da pessoa com deficiência." Ele destacou, ainda, que o Vasco não se limitava ao Rio de Janeiro. “Vasco é o Brasil. É uma das maiores torcidas desse país. E isso dá uma capilaridade à questão dos direitos da pessoa com deficiência em torno da acessibilidade."
O vice-presidente de Esportes Olímpicos e Responsabilidade Social do Vasco, José Pinto Monteiro,  afirmou à Agência Brasil que o clube  espera iniciar, nos próximos dias, as obras de adaptação do estádio, construído em 1927. 
 
A expectativa é concluir as obras em até 120 dias. “Nós precisamos hoje criar uma rota de acesso para as pessoas com algum tipo de deficiência. E, também, criar uma sensibilidade mecânica, com elevadores", explicou.
 
A prefeitura carioca entrará com a parte técnica no projeto e o Vasco com a parte financeira. A parceria entre as duas instituições já está em vigor, com atletas deficientes treinando nas dependências do Vasco e o clube cedendo treinadores para esportes municipais. “Acho que é uma parceria muito boa para a cidade, de modo geral", disse.
 
Segundo Monteiro, a adesão do Vasco foi motivada por uma iniciativa conjunta do clube e da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência para tornar o estádio acessível,  inclusive para pessoas idosas que têm a mobilidade reduzida.
 
Como atleta profissional, o atual presidente do Vasco, Roberto Dinamite, foi o primeiro a aderir à campanha. De acordo com dados da SEDH, o Brasil tem cerca de 25 milhões de pessoas com deficiência e 17 milhões de idosos com dificuldade de locomoção.

Fonte: Agência Brasil