Início Plantão Barra Ventos de Agosto e O Último Cine Drive-in são os grandes vencedores...

Ventos de Agosto e O Último Cine Drive-in são os grandes vencedores do Prêmio Netflix 2016

Durante evento de premiação no Rio de Janeiro, Ventos de Agosto e O Último Cine Drive-in foram anunciados como os grandes vencedores do Prêmio Netflix 2016. Os dois filmes brasileiros ganharam um contrato de licenciamento de um ano cada para os mais de 83 milhões de assinantes em mais de  190 países em que a Netflix, o principal serviço de TV por Internet do mundo, está presente. O Prêmio Netflix reforça o compromisso contínuo da Netflix em promover o talento brasileiro e o mercado audiovisual do país, levando grandes histórias brasileiras a uma audiência global. 

 

 

O Júri especializado contou com a participação de personalidades da indústria cinematográfica e personalidades do Youtube e das Redes Sociais, tais como Alice Braga, Fabrício Boliveira, Cesar Charlone, Fernando Andrade, Adriana Dutra, Hugo Gloss e  Lully de Verdade.  Selecionado pelo voto do júri, O Último Cine Drive-in, conta a história de quando Marlombrando retorna a Brasília com sua mãe doente e reencontra, após muitos anos, seu pai Almeida. A partir daí, pai e filho precisam encarar o presente e reviver o passado. Já Ventos de Agosto, escolhido pelo voto popular, traz a trajetória de Shirley e Jeison que trabalham em uma fazenda de cocos numa cidade litorânea. Tudo parecia normal, até que um estranho pesquisador aparece no local para registrar o som dos ventos alísios.

 

 

O Prêmio Netflix foi criado em 2013 com o objetivo de promover produções independentes e levá-las a uma audiência global. O júri especializado foi composto por nomes aclamados da cena cultural brasileira:  os atores Alice Braga e  Fabrício Boliveira, diretores Cesar Charlone e  Fernando Andrade, a cineasta Adriana Dutra e os influenciadores digitais Hugo Gloss e Lully de Verdade. “Ficamos muito honrados com toda a repercussão do Prêmio Netflix e entusiasmados por histórias tão únicas representarem o Brasil ao redor do mundo. Desde que a Netflix chegou ao Brasil, há 5 anos, temos visto que o conteúdo que licenciamos, produzidos no Brasil, é altamente consumido no resto do mundo. Mais de 45% dos nossos assinantes fora da América Latina já assistiram a conteúdo criado na região. Temos certeza que esses dois filmes também serão bastante assistidos ao redor do mundo”, declara Jonathan Friedland, Chefe de Comunicação da Netflix.

 

Inline image 1
Jonathan Friedland, Fernando Andrade, Cesar Charlone, Adriana Dutra, Iberê Carvalho, Dandara de Morais, Alice Braga, Thiago Lopes, Vinícius Lossaco, Fabrício Boliveira e Hugo Gloss

Os dez filmes finalistas pré-selecionados são exemplo de qualidade e diversidade da produção que tem sido desenvolvida atualmente no Brasil. São eles: Obra, Ventos de Agosto, Levante!, My Name is Now, Elza Soares, O Último Cine Drive-in, Califórnia, Porque Temos Esperança, À Queima Roupa, Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois e A Espera da Eternidade. Em 2013, Apenas o Fim, dirigido por Matheus Souza, foi o vencedor.

 

 

Desde que chegou ao Brasil, em 2011, a Netflix tem investido no país ao levar  produções brasileiras para o mundo, como Chatô – O rei do Brasil, PARATODOS, Aquarius- e também ao produzir conteúdo localmente, como 3%, O Matador e alguns especiais de comédia. Além disso, a Netflix vem  reconhecendo  o talento nacional em suas produções globais, como Wagner Moura e José Padilha em Narcos e Sônia Braga em Luke Cage.

 

 

 

Para mais informações sobre a Neflix, visite www.media.netflix.com