Início Plantão Mundo Vice-presidente americano repreende Turquia por restrição da liberdade de expressão

Vice-presidente americano repreende Turquia por restrição da liberdade de expressão

Na sexta-feira, dia 22 de janeiro, o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que está de passagem pela Turquia, criticou o país por intimidar a mídia, restringir a liberdade na Internet e acusar acadêmicos de traição. Segundo ele, essas práticas não são um bom exemplo para o Oriente Médio. 

 

Crédito:Wikimedia commons
 

De acordo com a Reuters, Biden entende que a Turquia é membro-chave da aliança liderada pelos EUA contra o Estado Islâmico nos vizinhos Síria e Iraque. Em razão disso, ele ressaltou a força da democracia turca, mas sem deixar de criticar a forma como a imprensa tem sido perseguida pelo governo. 

 

“Quando a mídia é intimidada ou encarcerada por reportagens críticas, quando a liberdade na Internet é limitada e sites de mídia social como o YouTube ou Twitter são desligados e mais de 1.000 acadêmicos são acusados de traição simplesmente por assinar uma petição, esse não é o tipo de exemplo que precisa ser dado”, disse o vice-presidente aos repórteres.